quarta-feira, 25 de setembro de 2019

São Cosme e Damião: História e Curiosidades

Nos dias 26 (para os católicos) e 27 de setembro (para o Candomblé e a Umbanda), comemora-se o Dia de Cosme e Damião.
Mas, você conhece a história deles e o por que distribuem doces em seu dia? Confira no post de hoje!

História
Resultado de imagem para dia de são cosme e damião

Eles eram dois irmãos gêmeos que eram médicos e viveram na Ásia Menor. Ficaram conhecidos porque curavam pessoas e animais sem cobrar dinheiro. Morreram por volta do ano 300 d.C. degolados, vítimas de uma perseguição do imperador romano Deocleciano.


Com a conversão, passaram a ser também missionários, ou seja, ao unirem a ciência à confiança no poder da oração, levavam a saúde do corpo e da alma, aliando o conhecimento da capacidade de cura do espírito, com às ciências médicas.


Foram presos e mortos por serem considerados inimigos dos deuses e acusados de usar feitiçarias e meios diabólicos para disfarçar as curas. Tendo em vista essa acusação, a resposta deles era sempre: 
“Nós curamos as doenças em nome de Jesus Cristo e pelo Seu poder!”

Na religião católica, o dia 26 de setembro lembra os jovens que pregavam os ensinamentos de Jesus Cristo. Eles são considerados os padroeiros dos farmacêuticos, médicos e das faculdades de medicina.

Além disso, também são considerados protetores dos gêmeos e das crianças. Por isso, as pessoas criaram o costume de distribuir os doces para homenagear os santos ou cumprir promessas feitas a eles.


Curiosidades
Resultado de imagem para cosme e damião
  1. O nome Cosme significa “o enfeitado” e Damião, “o popular”.
  2. Eram chamados de médicos anargiros, já que não cobravam pelos seus serviços de cura; tornaram-se padroeiros de diversas associações médicas, sendo a primeira que se tem conhecimento a mais antiga da Europa, a Confrerie et College de Saint Côme, de 1226.
  3. Eles eram considerados inimigos do dinheiro e, posteriormente, foram acusados de serem inimigos do Império Romano; morreram degolados durante o domínio do imperador romano Deocleciano, por volta do ano 300 d.C.
  4. Sentenciados à morte, por não renunciarem à fé cristã, o Imperador teve que mudar diversas vezes a forma de matá-los. Eles não paravam de louvar a Deus e pedir salvação, – o que irritava o tirano cada vez mais – pois acreditavam que tudo o que estava acontecendo era um presente, porque estavam sendo dignos de sofrerem por Jesus. Por fim, morreram decapitados, depois de tentarem matá-los por flechadas, afogamento e queimados.
  5. Os fiéis médicos foram sepultados pelos seus pacientes e os restos mortais foram para uma Igreja dedicada a eles, construída pelo Papa Felix IV, em Roma na Basílica do Fórum. Como morreram em testemunha e fé por Jesus Cristo, são considerados santos mártires. Portanto, celebra-se em 27 de setembro Cosme e Damião, dia dedicado em seus nomes.
  6. Alguns relatos afirmam que foram amarrados e jogados em um despenhadeiro sob a acusação de feitiçaria e inimigos dos deuses romanos. Em outra versão, na primeira tentativa de morte, foram afogados, mas salvos por anjos. Na segunda, foram queimados, mas o fogo não lhes causou dano algum. Apedrejados na terceira vez, as pedras voltaram para trás, sem atingi-los.
Bom, espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre São Cosme e Damião.
Até o próximo post!

Fonte:
http://www.ebc.com.br/
https://alquimiadaalma.com.br
https://emais.estadao.com.br
https://www.iquilibrio.com
http://mitos-verdades-e-curiosidades.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário