sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Curiosidade: Santos, cidade oriental.

Fonte: site Google

Esse título apesar de ser estranho de primeira, quando você para pra pensar não é tão estranho, né?

Pois é, quem anda muito pela cidade de Santos já deve ter notado a grande quantidade de Asiáticos na cidade. Moradores, turistas, é inegável, você já viu algum japonês ou chinês na rua. Aliás, não duvido nada que você já tenha visto um Tailandês, algum Coreano. Essa confusão é tão comum que chegamos a ter um Bairro Chinês na cidade. Só que o mais engraçado da história é que o Bairro Chinês era ocupado por Japoneses. Ok. Vamos por partes.

Fonte: site Blog Caiçara

Aqui na cidade de Santos, mais precisamente nas Ruas do Valongo, cenário repleto de Casarões Antigos, Estação Ferroviária, Containers, antigamente, era chamado de Bairro Chinês até a década de 1970. Esse nome foi dado no período que os Japoneses construíram Chácaras na região. A parte engraçada é que o Bairro Chinês tinha esse nome porque confundiram japoneses com chineses, por conta dos olhos. 
Na Santos atual também vemos muito desses dois povos no nosso dia a dia. Aliás, a cidade abraçou literalmente o povo Japonês e seus costumes. 
Prova disso são os inúmeros restaurantes japoneses, as Temakerias, o Undokai (Gincana Poliesportiva da comunidade Japonesa) que é uma Tradição aqui na Cidade, fora os Eventos de Anime que são muito populares na cidade, entre outros.

Foto: Undokai em Santos
Fonte: site Google

Foto: Evento "Anime Summer"
Foto: site Google

Quanto aos Chineses, bom, eles são donos de tradicionais comércios na cidade. Quem nunca comeu um pastel numa pastelaria chinesa? Existem inúmeras pastelarias na cidade e os pastéis são deliciosos!

Foto: Pastelaria 5º Avenida no bairro do Gonzaga
Fonte: site Google

Temaki ou Pastel, a cidade de Santos tem uma diversidade muito grande de povos, é o que dá charme a essa grande cidade. O importante é que conseguimos conversar mesmo falando línguas diferentes e que pegamos um pouco da cultura deles e implantamos na cidade, no fundo, nos sentimos parte daquela cultura, nem que seja um pouco e, melhor, convivemos bem mesmo tendo algumas diferentes. Na verdade, somos todos iguais!

Espero que tenham gostado!

Arigato Gozaimasu! 
Xìe Xìe!
Obrigado!!!

=*

Fonte: site Blog Caiçara